Questão 46 Comentada Exame CFC 2022.1

Olá! Tudo bem?

Hoje, trago para vocês uma questão comentada do Exame de Suficiência 2022.1

Como todas as outras realizadas pela Consulplan, foi uma prova bastante complicada e diferente das demais, o que reforça a necessidade de se estudar com muita antecedência.

A taxa de reprovação vem girando em torno de 70% a 80%. Por isso, estudar de forma planejada e organizada é essencial.

Se quiser se juntar ao nosso time de milhares de alunos do CFC De A a Z, estamos com matrículas abertas!

E o que você encontrará lá, em nossa assinatura anual, por apenas 12 x R$ 49,90?

Vídeos, livros digitais, mais de 30 horas de provas anteriores comentadas, simulados, fórum de dúvidas, grupo de alunos, semana de revisão de véspera, mapas mentais, planos de estudos e muito mais.

Então, vamos ao que interessa? A nossa questão! Mas, antes, se você quiser, pode aproveitar e fazer o download gratuito da Prova 2022.1 Resolvida através do link abaixo:

Questão resolvida:

Na execução dos trabalhos de auditoria na Companhia Elétrica Luz do Mundo, o auditor JC constatou de forma conclusiva, com base em evidência apropriada e suficiente, que, no exercício de 2021, o contador deixou de reconhecer ajuste de perda a valor recuperável da principal usina de eletricidade da empresa, fundado em laudo de perícia técnica que aponta perda de capacidade de produção do ativo. Como consequência, a Demonstração do Resultado do Exercício foi afetada de forma relevante, evidenciando um resultado patrimonial acentuadamente equivocado. Diante da situação descrita, e com base nas normas de auditoria vigentes, o auditor deverá, ao final dos trabalhos:

A) Exercer seu julgamento profissional a fim de decidir se cabe a emissão de opinião modificada do tipo “abstenção de opinião”.

B) Emitir uma opinião não modificada, uma vez que o reconhecimento da perda mencionada deve ocorrer apenas quando da alienação do ativo.

C) Emitir uma opinião modificada do tipo “com ressalva”, uma vez que, ainda que haja distorções relevantes na Demonstração do Resultado do Exercício, estas não causam efeitos em outras demonstrações contábeis.

D) Emitir uma opinião modificada do tipo “opinião adversa”, uma vez que a distorção em questão é relevante e a falta de seu reconhecimento causa efeitos generalizados para as demais demonstrações contábeis, em especial o Balanço Patrimonial.

Comentários:

A questão deixa claro que o auditor encontrou evidências apropriadas e suficientes, e que as distorções são relevantes. 

Ainda, se o resultado patrimonial está equivocado, ele afetará o PL, no BP. 

Consequentemente, afetará DMPL, DLPA, DFC… 

No fim das contas, teremos distorções generalizadas. Diante do exposto, o auditor deve opinar de maneira adversa, conforme NBC TA 705.

Gabarito 🡪 D. 

Confira o comentário da questão em vídeo:

Marcadores

Deixe Seu Comentário

Artigos Relacionados

Quer receber questões e conteúdos diariamente no seu e-mail?

Cadastre-se gratuitamente na nossa lista de e-mails e fique por dentro de todas as novidades

Posts Relacionados

© 2022 CFC de A a Z. Todos os direitos reservados.