Questão 41 Comentada: Exame CFC 2021.2

Olá! Tudo bem? Espero que sim.

Hoje, trago para vocês uma questão comentada do Exame de Suficiência 2021.2, um dos mais difíceis da história.

Como todas as outras realizadas pela Consulplan, foi uma prova bastante complicada e diferente das demais, o que reforça a necessidade de se estudar com muita antecedência, já que não é possível estabelecer um parâmetro para o que cairá na próxima prova.

Acredito que a taxa de reprovação fique em torno de 80%. Por isso, estudar de forma planejada e organizada é essencial.

Se quiser se juntar ao nosso time de milhares de alunos do CFC De A a Z, estamos com matrículas abertas!

E o que você encontrará lá, em nossa assinatura anual, por apenas 12 x R$ 49,90?

Vídeos, livros digitais, mais de 30 horas de provas anteriores comentadas, simulados, fórum de dúvidas, grupo de alunos, semana de revisão de véspera, mapas mentais, planos de estudos e muito mais.

Então, vamos ao que interessa? A nossa questão! Mas, antes, se você quiser, pode aproveitar e fazer o download gratuito da Prova 2021.2 Resolvida através do link abaixo.

Questão resolvida:

A Berlu é uma empresa que produz caixas. Ao contador sênior da empresa foi solicitada a estimativa do resultado operacional para 2021, considerando os mesmos dados do ano anterior (2020). O nível de utilização da capacidade do orçamento geral dos custos indiretos fixos é de 90.000 unidades (900 horas x 100 unidades por hora). Sabe-se que a empresa distribui a variação no volume de produção para o custo de produtos vendidos. Os dados a seguir são para o ano findo em 31 de dezembro de 2021:

• Estoque Inicial de 1º de janeiro de 2021 = 5.000 unidades;

• Estoque Final em 31 de dezembro de 2021 = 15.000 unidades;

• Vendas de 2021 = 70.000 unidades;

• Preço de venda = R$ 15,00;

• Custo Variável por Unidade, incluindo materiais diretos = R$ 4,00 por unidade;

• Despesa Variável por unidade vendida = R$ 1,00 por unidade vendida;

• Custos Indiretos Fixos = R$ 270.000,00;

• Horas-máquina do Nível do Denominador = 900 horas;

• Taxa-Padrão de Produção = 100 unidades por hora-máquina; e,

• Despesas Fixas = R$ 50.000,00.

Considere que os custos-padrão por unidade sejam os mesmos para unidades no estoque inicial e unidades produzidas durante o ano, e, ainda, que não há variações no preço, no dispêndio ou na eficiência. O resultado operacional antes do imposto de renda pelo sistema de custeio por absorção será de:

A) R$ 390.000,00

B) R$ 410.000,00

C) R$ 530.000,00

D) R$ 720.000,00

Comentários:

Questão interessante.

O primeiro ponto é perceber que a empresa produz caixa.

Vamos entender quantas caixa foram produzidas no exercício de 2021.

CMV = Estoque Inicial + Produção – Estoque Final

70.000 = 5.000 + Produção – 15.000

Produção = 80.000 unidades.

Portanto, no exercício, foram produzidas 80.000 unidades, quando temos uma capacidade total de produção de 90.000 unidades. Produzimos menos do que o normal.

E, um ponto interessante, é que a questão diz que “a empresa distribui a variação no volume de produção para o custo de produtos vendidos”. Como assim? Explicaremos adiante.

Os custos fixos apropriados, neste caso, por produto são de R$ 270.000/90.000 unidades = R$ 3 por produto. Certo?

Mas quantas unidades a companhia produziu, nesta hipótese, 90.000 ou 80.000? Apenas 80.000.

Isso significa que teremos custos fixos para os produtos de R$ 80.000 x 3 = R$ 240.000,00.

Então, este é o custo que você teve EFETIVAMENTE.

Ocorre que os seus custos fixos reais são de R$ 270.000,00. Portanto, faltam R$ 30.000,00. Estes R$ 30.000,00 representam a variação do volume de produção, que, como a questão disse, são distribuídos para o CPV.

Então, fica assim:

– Custo fixo dos produtos vendidos (70.000 x 3)                                                                210.000

– Variação do volume de produção                                                                                        30.000

Custos fixos apropriados                                                                                                           240.000

Vamos montar a DRE:

Demonstração do resultado do exercício
Receita de vendas (70.000 x 15) R$             1.050.000,00
(-) Custo variável (70.000 x 4)-R$                280.000,00
(-) Despesa variável (70.000 x 1)-R$                  70.000,00
(-) Custos fixos-R$                210.000,00
(-) Despesas fixas-R$                  50.000,00
(-) Variação no volume de produção-R$                  30.000,00
Resultado operacional R$                 410.000,00

Gabarito Letra B.

Marcadores

Deixe Seu Comentário

Artigos Relacionados

Quer receber questões e conteúdos diariamente no seu e-mail?

Cadastre-se gratuitamente na nossa lista de e-mails e fique por dentro de todas as novidades

Posts Relacionados

© 2022 CFC de A a Z. Todos os direitos reservados.