Questão 34 Comentada: Exame CFC 2021.2

Olá! Tudo bem? Espero que sim.

Hoje, trago para vocês uma questão comentada do Exame de Suficiência 2021.2, um dos mais difíceis da história.

Como todas as outras realizadas pela Consulplan, foi uma prova bastante complicada e diferente das demais, o que reforça a necessidade de se estudar com muita antecedência, já que não é possível estabelecer um parâmetro para o que cairá na próxima prova.

Acredito que a taxa de reprovação fique em torno de 80%. Por isso, estudar de forma planejada e organizada é essencial.

Se quiser se juntar ao nosso time de milhares de alunos do CFC De A a Z, estamos com matrículas abertas!

E o que você encontrará lá, em nossa assinatura anual, por apenas 12 x R$ 49,90?

Vídeos, livros digitais, mais de 30 horas de provas anteriores comentadas, simulados, fórum de dúvidas, grupo de alunos, semana de revisão de véspera, mapas mentais, planos de estudos e muito mais.

Então, vamos ao que interessa? A nossa questão!

Mas, antes, se você quiser, pode aproveitar e fazer o download gratuito da Prova 2021.2 Resolvida através do link abaixo.

Questão resolvida:

O contador de uma Sociedade Empresarial deverá elaborar a Demonstração do Valor Adicionado para o exercício de X1, com base nas seguintes informações:

1. Aquisição à vista de mercadoria no valor de R$ 2.000,00 com incidência de ICMS calculado à alíquota de 18%;

2. Receita de vendas de mercadorias por R$ 6.000,00, destacando-se o ICMS (alíquota de 18%);

3. Despesas com pessoal no valor de R$ 200,00, sendo R$ 20,00 de contribuições devidas ao INSS;

4. Despesas administrativas que correspondem ao consumo de energia elétrica no valor de R$ 150,00;

5. Venda de um veículo por R$ 600,00, cujo custo de aquisição foi de R$ 500,00 e já estava depreciado em R$ 150,00;

6. O Imposto de Renda e a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido são calculados à alíquota de 10% sobre o Lucro Líquido; e,

7. O lucro foi distribuído da seguinte forma: 50% com lucros retidos e 50% com juros sobre o capital próprio e dividendos.

De acordo com as informações, é correto afirmar que:

A) O Valor Adicionado Bruto é de R$ 5.100,00.

B) O Valor Adicionado Líquido Produzido pela Entidade é de R$ 5.430,00.

C) O Valor Adicionado distribuído com Impostos, Taxas e Contribuições é de R$ 1.480,00.

D) O Valor Adicionado distribuído com Juros s/ Capital Próprio e Dividendos e Lucros Retidos é de R$ 5.100,00.

Comentários:

Questão de DVA, amplamente tratada no curso CFC De A a Z.

Aqui tem um detalhe importante. É necessário lembrar que, na primeira parte, nas Receitas e nos Insumos Adquiridos de Terceiros, entram todos os tributos sejam eles recuperáveis ou não.

Portanto, fica assim:

Receitas                                                                                   6.000

Lucro na venda de veículos                                              250

(-) Insumo adquirido de terceiros                                  

CMV                                                                                          (1.000)

Energia elétrica                                                                     (150)

Valor adicionado bruto                                                      5.100

Com isso, encontramos o nosso gabarito, que é a letra a. Precisamos fazer alguns esclarecimentos.

Nas receitas entra tanto o valor da receita bruta, vindo da DRE como o lucro na venda do veículo: 600 – 500 – 150 = 250,00.

Nos insumos adquiridos de terceiros, temos que o CMV foi de R$ 820,00.

Mas o CMV é líquido de tributos, então, o que temos que fazer é incluí-lo. Como?

Os R$ 820 são um valor desconto de 18% de ICMS, ou seja 82%, como o item  1 da questão nos disse. Então, basta fazer uma regra de 3:

820                                                 82%

CMV                                               100%

82 x CMV = 820 x 100

CMV = 82.000/82 = 1.000,00.

Portanto, este é o valor que aparecerá lá na DVA.

Além disso, a energia elétrica também é um insumo adquirido de terceiro.

Portanto, o valor adicionado bruto é de R$ 5.100,00.

Mas vamos continuar…

B) O Valor Adicionado Líquido Produzido pela Entidade é de R$ 5.430,00.

A diferença entra o valor adicionado líquido e o valor adicionado bruto é justamente a existência de depreciação, amortização e exaustão do período, o que não ocorreu neste caso.

Desta forma, o valor adicionado líquido também foi de R$ 5.100,00.

Item incorreto.

C) O Valor Adicionado distribuído com Impostos, Taxas e Contribuições é de R$ 1.480,00.

O valor adicionado distribuído com impostos, taxas e contribuições será de:

ICMS: 1.080 – 180 = 900

INSS = 20

IR/CSLL = 400

Será, assim, de R$ 1.320,00.

Item incorreto.

Aqui, vale lembrar que, na segunda parte da DVA, os tributos são descontados (Valor devido na DRE – Valor a recuperar do ativo, relativo ao que está na DRE).

D) O Valor Adicionado distribuído com Juros s/ Capital Próprio e Dividendos e Lucros Retidos é de R$ 5.100,00.

Errado. O valor adicionado distribuído com juros sobre capital próprio, dividendos e lucros retidos é de R$ 3.600,00.

Gabarito Letra A.

Confira a resolução da questão em vídeo:

Marcadores

Deixe Seu Comentário

Artigos Relacionados

Quer receber questões e conteúdos diariamente no seu e-mail?

Cadastre-se gratuitamente na nossa lista de e-mails e fique por dentro de todas as novidades

Posts Relacionados

© 2022 CFC de A a Z. Todos os direitos reservados.