Questão 24 Comentada Exame CFC 2022.2

Olá! Tudo bem?

Hoje, trago para vocês uma questão comentada do Exame de Suficiência 2022.2

Como todas as outras realizadas pela Consulplan, foi uma prova bastante complicada e diferente das demais, o que reforça a necessidade de se estudar com muita antecedência.

A taxa de reprovação vem girando em torno de 70% a 80%. Por isso, estudar de forma planejada e organizada é essencial.

Se quiser se juntar ao nosso time de milhares de alunos do CFC De A a Z, estamos com matrículas abertas!

E o que você encontrará lá, em nossa assinatura anual, por apenas 12 x R$ 59,90?

Vídeos, livros digitais, mais de 30 horas de provas anteriores comentadas, simulados, fórum de dúvidas, grupo de alunos, semana de revisão de véspera, mapas mentais, planos de estudos e muito mais.

Então, vamos ao que interessa? A nossa questão! Mas, antes, se você quiser, pode aproveitar e fazer o download gratuito da Prova 2022.2 Resolvida através do link abaixo:

Questão resolvida:

Paulo, professor de Contabilidade Pública, alertou seus alunos para estudarem a Lei nº 4.320/1964, a Lei Complementar nº 101/2000 e as Normas Brasileiras de Contabilidade Aplicadas ao Setor Público, principalmente em relação à classificação das receitas públicas, suas origens e detalhamento das categorias econômicas, com vistas a identificar a procedência das receitas no momento em que ingressam nos cofres públicos, informando ainda que:

  • As Receitas Públicas Orçamentárias são disponibilidades de recursos financeiros que ingressam durante o exercício e que aumentam o saldo financeiro da instituição; e,
  • A Lei nº 4.320/1964 classifica as Receitas Orçamentárias por Categoria Econômica em: Receitas Correntes e Receitas de Capital.

Considerando o exposto, assinale a alternativa que representa uma origem de Receita de Capital.

A) Alienação de Bens.

B) Receita de Serviços.

C) Receita Patrimonial.

D) Impostos, Taxas e Contribuições de Melhoria.

Comentários:

Essa é uma questão que cobra conhecimentos orçamentários da contabilidade pública. 

Conforme vimos em aula, as receitas orçamentárias são divididas, de acordo com a categoria econômica, em CORRENTES e de CAPITAL. 

Tanto as receitas correntes quanto de capital são arrecadadas dentro do exercício financeiro, aumentam as disponibilidades (caixa e equivalente) financeiras do Estado e são instrumentos que financiam programas e ações para satisfação da sociedade. 

As receitas CORRENTES, de acordo com a sua ORIGEM, são provenientes de:

TRIBUTOS (impostos, taxas e contribuições de melhoria)

CONtribuições

Patrimoniais (mediante exploração do patrimônio estatal)

Agropecuárias

Industriais

Serviços

TRANSferências correntes (recebidas de outros entes públicos ou privados para financiar

despesas correntes)

OUtras receitas correntes (que não se enquadram nos casos acima)

MNEMÔNICO PARA DECORAR (RECEITAS CORRENTES): TRIBUTOS CON PAIS TRANSOU (calma, calma… é só para lembrar na hora da prova, rsrsrs).

Já as receitas de CAPITAL, de acordo com a sua ORIGEM, são as provenientes de:

OPERAções de Crédito (que são empréstimos obtidos pelo ente público)

• ALIenação de bens (venda de bens públicos, por exemplo)

AMORtização de empréstimos concedidos (recebimento de grana que o ente emprestou a

outro)

TRANSferências de capital (recebidas de outros entes públicos ou privados para financiar

despesas de capital)

OUtras receitas de capital (que não se enquadram nos casos acima)

MNEMÔNICO PARA DECORAR (RECEITAS DE CAPITAL): OPERA ALI AMOR TRANSOU

Gabarito Preliminar →   A.

Confira o comentário da questão em vídeo:

Marcadores

Deixe Seu Comentário

Artigos Relacionados

Quer receber questões e conteúdos diariamente no seu e-mail?

Cadastre-se gratuitamente na nossa lista de e-mails e fique por dentro de todas as novidades

Posts Relacionados

© 2022 CFC de A a Z. Todos os direitos reservados.