Questão 14 Comentada Exame CFC 2022.2

Olá! Tudo bem?

Hoje, trago para vocês uma questão comentada do Exame de Suficiência 2022.2

Como todas as outras realizadas pela Consulplan, foi uma prova bastante complicada e diferente das demais, o que reforça a necessidade de se estudar com muita antecedência.

A taxa de reprovação vem girando em torno de 70% a 80%. Por isso, estudar de forma planejada e organizada é essencial.

Se quiser se juntar ao nosso time de milhares de alunos do CFC De A a Z, estamos com matrículas abertas!

E o que você encontrará lá, em nossa assinatura anual, por apenas 12 x R$ 59,90?

Vídeos, livros digitais, mais de 30 horas de provas anteriores comentadas, simulados, fórum de dúvidas, grupo de alunos, semana de revisão de véspera, mapas mentais, planos de estudos e muito mais.

Então, vamos ao que interessa? A nossa questão! Mas, antes, se você quiser, pode aproveitar e fazer o download gratuito da Prova 2022.2 Resolvida através do link abaixo:

Questão resolvida:

Uma indústria adquiriu um equipamento de grande porte em 1º de julho de 2020. Para aquisição da máquina, a sociedade deveria desembolsar R$ 1.500.000,00 à vista. Após analisar o seu fluxo de caixa, a administração da indústria decidiu financiar o pagamento da máquina junto ao fornecedor em 36 parcelas mensais de R$ 50.000,00, totalizando R$ 1.800.000,00. Adicionalmente, a empresa ainda desembolsou R$ 52.000,00 para transportar a máquina da sede do fornecedor ao local de sua instalação; R$ 160.000,00 com tributos não recuperáveis; e, R$ 10.000,00 com seguro no transporte. Sabe-se que a indústria contratou uma empresa especializada para realizar a instalação e incorreu em gastos com instalação no montante de R$ 70.000,00. Findada a instalação, a fase de testes do funcionamento da máquina gerou custos de R$ 14.000,00 e as amostras produzidas, na fase de testes, foram vendidas por R$ 6.000,00. Devidamente instalada e testada, a máquina ficou apta para produzir em 1º de outubro de 2020. Posteriormente, a empresa pagou R$ 5.000,00 na realização de um curso para treinamento de seus empregados a fim de operar o equipamento. O método de unidades produzidas foi adotado para o cálculo da depreciação, considerando valor residual de 10% do custo de aquisição. A capacidade estimada de produção ao longo da vida útil da máquina é de 2.000.000  unidades. Em 2020, a produção foi de 60.000 unidades. Em 2021, a produção foi de 220.000 unidades. Considerando tais informações e, ainda, de acordo com a NBC TG 27 (R4) – Ativo Imobilizado, é correto afirmar que o valor contábil líquido (deduzido o saldo da depreciação acumulada) desse ativo, em 31/12/2021, foi:

A) R$ 1.566.208,00

B) R$ 1.573.200,00

C) R$ 1.577.570,00

D) R$ 1.835.400,00

Comentários:

A questão pede o valor contábil líquido (deduzido o saldo da depreciação acumulada) desse ativo, em 31/21/2021.

Inicialmente, é preciso saber o que compõe o custo do ativo imobilizado, de acordo com o CPC 27:

Passo 1) Cálculo do custo do ativo imobilizado:

Preço à vista: 1.500.000

+ Frete: 52.000

+ Tributos não recuperáveis: 160.000

+ Seguro transporte: 10.000

+ Instalação: 70.000

+ Testes: 14.000 – 6.000 (amostras vendidas) = 8.000

= Custo do ativo imobilizado: 1.800.000

Passo 2) Cálculo da depreciação pelo método das unidades produzidas:

O valor residual informado foi de 10% do custo de aquisição. Sendo o custo de R$1.800.000:

1.800.000 x 10% = 180.000

Valor depreciável = custo de aquisição – valor residual

Valor depreciável = 1.800.000 – 180.000 = R$1.620.000

O enunciado disse que a capacidade de produção ao longo da vida útil da máquina é de 2.000.000 unidades.

Em 2020 foram produzidas 60.000 unidades:

60.000 / 2.000.000 = 0,03

Depreciação em 2020 = 0,03 x R$1.620.000 = R$48.600

Em 2021 foram produzidas 220.000 unidades:

220.000 / 2.000.000 = 0,11

Depreciação em 2021 = 0,11 x R$1.620.000 = R$178.200

Depreciação acumulada até 31/12/2021 = 48.600 + 178.200 = R$226.800

Passo 3) Cálculo do valor contábil em 31/12/2021

Custo de aquisição – depreciação acumulada = R$1.800.000 – R$226.800 = R$1.573.200

Portanto, o valor contábil líquido do ativo em 31/12/2021 é de R$1.573.200,00.

Gabarito Preliminar →  B.

Confira o comentário da questão em vídeo:

Marcadores

Deixe Seu Comentário

Artigos Relacionados

Quer receber questões e conteúdos diariamente no seu e-mail?

Cadastre-se gratuitamente na nossa lista de e-mails e fique por dentro de todas as novidades

Posts Relacionados

© 2022 CFC de A a Z. Todos os direitos reservados.