Questão 32 Comentada CRC 2019.2

Publicado por

Olá, pessoal! Tudo bem com vocês? Espero que sim!

Quer receber TODAS as novidades do Exame CFC 2020? Cadastre-se em nossa Lista de E-mails abaixo!

Deixo, a seguir, uma questão corrigida da Prova do Exame de Suficiência 2019.2.

Como todas as outras realizadas pela Consulplan, foi uma prova bastante complicada e diferente das demais, o que reforça a necessidade de se estudar com muita antecedência, já que não é possível estabelecer um parâmetro para o que cairá na próxima prova.

Lembre-se de que o índice de reprovação tem girado entre 60 e 70%.

Em média, de cada 100 candidatos, apenas 25 a 35 são aprovados.

Por isso, quanto mais você estudar e quanto antes você estudar será certamente MUITO melhor!

Em síntese: você tem que evoluir bastante e estar pronto para uma verdadeira batalha!

Por isso, o CFC De A a Z é um curso que veio para te ajudar.

Além desta prova comentada, há teoria, vídeos completos, simulados, acompanhamento completo, aulas inéditas, semana de revisão de véspera e muitas centenas de questões comentadas no curso, todas anteriores do Exame. Tudo isso por um preço que cabe no seu bolso.

Pode ter certeza de que, ao final, você estará muito melhor preparado para realizar a prova do que hoje!

Caso queira conhecer o nosso curso, basta clicar no botão abaixo.  Será um prazer ter você no nosso time.

Um grande abraço.

Prof. Gabriel Rabelo

Auditor Fiscal da SEFAZ RJ

Fundador do CFC De A a Z

Professor para Concursos e Exames há 10 anos

Questão

(Consulplan/Exame CFC/2019.2)

O contador Y foi contratado por uma empresa que realiza práticas ilícitas, especialmente lavagem de dinheiro, estando, inclusive, envolvida em esquema nacional de desvio de dinheiro. Ao perceber a conduta da empresa, é correto afirmar que o contador Y deverá:

A) Solicitar à empresa vantagens para auxiliar nas operações fraudulentas e ilícitas.

B) Denunciar às autoridades competentes, por ser um ato ilícito especialmente grave.

C) Orientar a empresa contra as disposições legais e as normas brasileiras de contabilidade.

D) Continuar prestando serviços à empresa, independentemente da realização de atos ilícitos.

Comentários:

Essa questão poderia ser resolvida pela lógica.

1 – A empresa realiza práticas ilícitas, como lavagem de dinheiro.

2 – O contador deverá fazer o que? Participar do esquema? Continuar trabalhando na empresa? Orientar a empresa a roubar mais?

3 – É claro que deverá comunicar às autoridades, negando-se a prestar tais serviços.

Vejamos.

A) Solicitar à empresa vantagens para auxiliar nas operações fraudulentas e ilícitas.

Não tem sentido. Ajudar a empresa a desviar dinheiro? Item incorreto.

B) Denunciar às autoridades competentes, por ser um ato ilícito especialmente grave.

Este é o nosso gabarito.

C) Orientar a empresa contra as disposições legais e as normas brasileiras de contabilidade.

Errado. Você não pode orientar o seu cliente a infringir os dispositivos da lei.

D) Continuar prestando serviços à empresa, independentemente da realização de atos ilícitos.

Errado. Você não pode continuar prestando serviço a esse tipo de empresa. Caso contrário, também poderá ser responsabilizado.

A obrigatoriedade de informar inconformidades e ilegalidades passou existir a partir da Lei nº. 9.613, de 3 de março de 1998, por meio da Declaração de Não Ocorrência de Operações (artigo 11, inciso III) e alterações posteriores pela Lei nº. 12.683, de 9 de julho de 2012.

Gabarito: B

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.